Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
26,50 ° C

Notícias

Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h

Data de inclusão: 26/04/2017 19:05

Atualizado às 19h57

O prefeito Volnei Morastoni decretou Situação de Emergência Nível 1 por conta do temporal que causou estragos e deixou três vítimas fatais na manhã desta quarta-feira (26). A medida busca dar apoio às famílias e empresas afetadas pelos ventos de até 110 km/h, que poderão solicitar o FGTS e acionar seguros. A Defesa Civil e a secretaria de Desenvolvimento Social continuam prestando auxílio aos atingidos. Um mutirão de doações para as reconstruções será iniciado ainda nesta semana.

“Prestamos a nossa total solidariedade às famílias atingidas e lamentamos muito os três óbitos registrados. Conclamamos o apoio de toda a população de Itajaí para enfrentar este momento tão triste”, lamentou o prefeito após sobrevoar as áreas atingidas. Os locais mais prejudicados foram o trecho entre os bairros Itapaiva e Fazenda. O relatório completo das ocorrências está sendo elaborado pela Defesa Civil, mas o balanço preliminar aponta 92 ruas afetadas, mais de 100 casas destelhadas e registros de quedas de árvores e fiação elétrica.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Itajaí, Carmo Dias, o vendaval se formou na costa de Itajaí devido a uma área baixa pressão atmosférica associada a uma frente fria em deslocamento pelo litoral. “Historicamente, não há registros de ciclones sequenciais. Nossa equipe continua em alerta, mas não há previsão de uma ocorrência igual à registrada nesta quarta-feira”, avalia.

Durante todo o dia, a Defesa Civil distribuiu lonas para cobrir as casas destelhadas e com o apoio do Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Obras, removeu as árvores caídas. Segundo informações dos Bombeiros Militares, as rajadas de vento atingiram até 110 km/h. Na estação meteorológica da Defesa Civil, que fica no bairro Cidade Nova, o registro foi de 70 km/h.

Decreto
A situação de anormalidade, oficializada pelo decreto nº 10.945/2017 é válida apenas para as áreas comprovadamente afetadas pelo desastre. A publicação autoriza o poder público a convocar voluntários para reforçar as ações de resposta aos desastres e a realizar campanhas de arrecadação de recursos, junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre.

Conforme a legislação em vigor, em caso de risco iminente, ficam autorizadas as autoridades administrativas e os agentes de Defesa Civil, diretamente responsáveis pelas ações de resposta aos desastres, a:

- Penetrar nas casas, a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo sem o consentimento do morador, para prestar socorro ou para determinar a pronta evacuação das mesmas;

- Usar da propriedade, inclusive particular, em circunstâncias que possam provocar danos ou prejuízos ou comprometer a segurança de pessoas, instalações, serviços e outros bens públicos ou particulares, assegurando-se ao proprietário indenização ulterior, caso o uso da propriedade provoque danos à mesma.

Escolas afetadas
Ao todo, 11 escolas municipais foram afetadas pelo vendaval desta quarta-feira. O Grupo Escolar Elisa Gessele Orsi, no bairro Fazenda, foi mais prejudicado e ficará fechado até novo laudo da Defesa Civil. A unidade atende cerca de 160 crianças do pré ao ensino fundamental e teve duas salas atingidas pela queda de árvores. Houve destelhamento e avaria no forro das salas de aula.

Nesta quinta-feira (27), a Defesa Civil realizará novo laudo no local para verificar se a escola poderá receber alunos e remanejar, provisoriamente, as crianças para as salas não atingidas.

A escola Rosa Negreiros Cabral, na localidade Volta de Cima, teve as aulas suspensas nesta quarta-feira por conta do destelhamento, mas a situação já foi normalizada. Os atendimentos seguem normalmente na quinta-feira.

Outras nove unidades escolares registraram sinistros, mas sem necessidade de suspensão das aulas: Escola Básica Professora Inês Cristofoline de Freitas (Itaipava), Escola Básica José Fernandes Potter (Espinheiros), CEI Professora Alzira Winter (Itaipava), CEI Gabriel Dalago (Baía), CEI Augusto Bento (Km 12), CEI Dayana Maria de Souza (Cidade Nova), CEI Prefessor Eduardo Dadinho Canziani (Cidade Nova), CEI João Sandri (Cidade Nova), Cedin Verde Vale (Fazenda).

Óbitos
Duas crianças (03 e 10 anos) e um adolescente (15 anos) não resistiram a um choque elétrico e morreram após a passagem do vendavel. A mãe (34), grávida de dois meses, também foi atingida e permanece hospitalizada com quadro estável. A fatalidade ocorreu na rua João Dalmolin, bairro Canhanduba, quando a família saía de casa com medo de desabamento.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Neusa Maria Vieira Geraldi, a família está recebendo acompanhamento e apoio psicológico. Por se tratar de família em situação de vulnerabilidade social, o Município de Itajaí também está providenciando todas as questões para o enterro, que será realizado nesta quinta-feira no cemitério da Fazenda. O horário ainda não foi definido.

As demais famílias atingidas pelo vendaval que precisam de apoio, podem procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras):

CRAS Cidade Nova
Av. Ministro Luiz Galotti, 185 – 47 3344-4312

CRAS Imaruí
Rua Blumenau, 1692 – 47 3348-2298

CRAS Nossa Senhora das Graças
Rua Almirante Barroso, 450 – 47 3248-8522

Mutirão solidário
Nesta quinta-feira, a Defesa Civil informará quais materiais a comunidade poderá doar para auxiliar as famílias atingidas pela tempestade. Os donativos deverão ser entregues na sede do órgão, na Av. Governador Adolfo Konder, 1811, bairro Cidade Nova.

___________________________
Informações adicionais:
Defesa Civil
Carmo Dias (Coordenador)
(47) 3341-6199

Comunicação Social
Karine Mendonça
(47) 3341-6121

Imagens relacionadas

Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Itajaí decreta situação de emergência após passagem de ventos de até 110 km/h
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2017 - Município de Itajaí